Artesanato

CRAB recebe dirigentes do Sebrae-AC, coordenadora do PAB e artesãos acrianos

O grupo participou de uma visita técnica ao espaço cultural do Sebrae.

O Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB) recebeu nesta segunda (21) o diretor técnico do Sebrae do Acre, Lauro da Veiga Santos; o coordenador da área de artesanato do Sebrae-AC, Marcos Maciente; a coordenadora estadual do PAB (Programa do Artesanato Brasileiro), Suelany Paiva, e os artesãos da região José Rodrigues (Dr da Borracha), Regina Maia, Silvia Lima e Alexander Bastos, para uma visita técnica ao espaço cultural do Sebrae. O grupo foi recebido pela gerente do CRAB, Ana Paula Moura.

 

Foram apresentados aos convidados as instalações do CRAB, seu funcionamento e suas potencialidades. O grupo também percorreu a exposição Gente Peixe, em cartaz atualmente e que apresenta peças de artesanato indígena de tribos do Rio Negro, no Amazonas. Visitaram a Midiateca e conheceramas obras de artesanato do acervo próprio do espaço cultural.

 

O objetivo da visita foi o de troca de informações e experiências entre o CRAB e o Sebrae do Acre e de inspirar os artesãos na criação de novos produtos e coleções. O CRAB tem ainda o interesse de inspirar o grupo a nos ajudar a formatar no futuro uma exposição com o artesanato do estado.

 

Sobre o CRAB

O Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB), criado em março de 2016 em um prédio histórico da Praça Tiradentes, no Rio de Janeiro, completa mais de quatro anos de atividades reforçando sua missão de promover o artesanato nacional e contribuir para qualificar a imagem dos produtos feitos à mão no Brasil.

 

Em suas galerias estãoou passaram importantes trabalhos de artesanato, revelando histórias, origens e territórios. Atualmente, abriga uma coleção de mais de 700 itens de todos os tipos, que representam a expressão da cultura popular e da criatividade brasileira. Entre as obras mais significativas estão algumas cerâmicas de Zezinha do Vale de Jequitinhonha (MG), de João Borges (Teresina-PI), João das Alagoas (Capela-AL) e Maria Sil (Capela-AL). No CRAB, o artesanato é valorizado como objeto de arte e de desejo.

 

Atualmente, o CRAB tem novo desafio: o de se conectar com o todo o país, para reposicionar e qualificar estrategicamente os produtos feitos à mão no Brasil e capacitar os agentes da sua cadeia produtiva. Para isso, foi criado em outubro um comitê nacional, com oito membros do Sebrae Nacional e dos Sebraes de outros estados, para apoiar o CRAB nessa nova etapa e estabelecer os próximos passos.