Artesanato

CRAB Sebrae inaugura exposição de obras de grandes mestres artesãos do país

Textos de pensadores brasileiros e canções na voz de grandes intérpretes de MPB vão guiar o público pela mostra Que Mestre é Esse?

O Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB) apresenta, a partir de sexta-feira, dia 24/01, um amplo e significativo universo de obras populares criadas no país com a exposição Que Mestre é Esse? São 190 peças de 62 reconhecidos artesãos, dispostas em seis salas do centro cultural do Sebrae Rio, na Praça Tiradentes, 69.

Com curadoria de Leonel Kaz e Jair de Souza, que também assina o projeto cenográfico, a mostra é um retrato vigoroso do artesanato brasileiro, com peças criadas a partir de madeira, cerâmica, barro, folha-de-Flandres, fibras vegetais e conchas. O visitante será guiado e inspirado por textos de Gilberto Freyre e Mário de Andrade, mestres do pensamento que, há quase um século, reconheceram a arte popular como uma característica forte da cultura brasileira. Seus textos vão se misturar a canções da Música Popular Brasileira, na voz de nossos maiores intérpretes.

O CRAB acredita que a força do nosso artesanato é tão expressiva e atual quanto o vigor de nossa música popular, porque ambas nos mostram ao mundo. Nas salas do espaço, destacam-se obras do grande escultor sergipano Véio, do escultor Nino (CE); de Mestre Didi (BA); de mestre Salustiano das rabecas (PE), de criadores de cadeiras a partir da escola formada por Seu Fernando, da Ilha do Ferro (AL), assim como os pássaros de Mestre Cunha (PE) e as máscaras de Ciça (CE). Há ainda um espaço consagrado à pintura, com importantes obras de Poteiro, Heitor dos Prazeres, Cardosinho, Paulo Pedro Leal e Júlio Martins. As obras expostas foram cedidas por grandes colecionadores do país, como Maria Amélia Vieira, da Galeria Karandash (AL), Irapoan Cavalcanti de Lyra (RJ), Cesar Aché (RJ), Fábio Settimi (RJ) e Gonçalo Ivo (RJ).

“O CRAB quer ser esse caldeirão de cultura brasileira, ao mesclar experiências sensoriais, enquanto exibe ao público obras de mestres artesãos. É uma mostra do sentimento e da exuberância da arte popular”, explica Rony Oliveira, diretor-gerente do CRAB.

 

Sobre o CRAB

Composto por três prédios históricos do século XVIII, o espaço cultural do Sebrae Rio convive internamente com uma estrutura moderna e sofisticada. Esse complexo está tombado pelo IPHAN, na esfera federal; pelo INEPAC, na estadual; e pelo IRPH, órgão municipal. Os três prédios fazem parte do Corredor Cultural do Rio Antigo, criado para preservar áreas históricas. O espaço cultural do Sebrae Rio está aberto ao público de terça a sábado, de 10h às 17h. A entrada é gratuita. Praça Tiradentes 69, Centro (tel 3380-1850).